Foi ratificada, na última reunião do executivo lacobrigense, a assinatura de um contrato interadministrativo a celebrar entre o Município e a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) que tem como objetivo a realização de ações de reabilitação e recuperação do cordão dunar da Meia Praia.
Esta decisão tem na sua base a constatação do estado de degradação do importante cordão dunar de 5 km de extensão, compreendido entre o sapal da Ria de Alvor e a Ribeira de Bensafrim, situação provocada não só pelo efeito das condições meteorológicas e naturais, mas também pela ação humana.
Ciente do valor que este troço da costa representa em termos paisagísticos, mas também como barreira à progressão do mar, o Município estabeleceu como prioritária a prevenção e a gestão de riscos costeiros associados à instabilidade das dunas e promoveu, nesse âmbito, a elaboração do Anteprojeto para a “Reabilitação e Recuperação do Cordão Dunar da Meia Praia”.

A oportunidade de concretizar esta intervenção surge agora com a possibilidade do Município apresentar candidatura ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR) - Ações de Proteção do Litoral, a qual impõe a celebração de um Contrato Interadministrativo de cooperação técnica com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), entidade que tem a competência de executar os estudos e as obras necessárias e indispensáveis de defesa ativa do litoral.

+ INFO AQUI

 

O património cultural de diferentes concelhos do Algarve vai ser esculpido em areia na SandCity, em Lagoa, resultando de uma parceria entre alguns municípios e a organização deste parque temático que apresenta a maior exposição de escultura em areia já construída.

O público poderá observar o trabalho do escultor algarvio Paulo Quaresma durante a primeira quinzena de agosto, que irá dar forma a cerca de vinte mil toneladas de areia onde vão surgir, por exemplo, monumentos como a Fortaleza de Sagres e a Capela de Santa Guadalupe, do concelho de Vila do Bispo, aspectos arquitectónicos como a chaminés de saia em Monchique e aspectos históricos e etnográficos de Portimão, representando a indústria conserveira.

O  projeto  “Valorização  do Património  Histórico e Cultural  Algarvio”, desenvolvida entre a SandCity e as autarquias locais tem como objectivo criar uma  sinergia entre os vários espaços culturais do Algarve, sensibilizando os visitantes para o que está mais perto e proporcionando descontos para quem visite  mais que um destes espaços emblemáticos do Algarve.

+ INFO AQUI

Decorre já a elaboração do Plano Estratégico das Terras do Infante (Aljezur, Lagos e Vila do Bispo). Trata-se de trabalho da maior importância para esta região que promoverá uma análise detalhada da vida em comunidade nos mais variados e múltiplos aspetos, permitindo a elaboração de um plano metódico, realista e operacional para uma ação focada na resolução dos problemas das populações dos Municípios que integram esta Associação, na trajetória do desenvolvimento sustentado.

A SUA PARTICIPAÇÃO É FUNDAMENTAL!

A qualidade e o sucesso na orientação estratégica do planeamento e desenvolvimento dos três municípios dependem em muito da representatividade de todos vós. De todos nós! Seja também um decisor!

+ INFO AQUI

2 milhões de euros para dragagens – Lagos incluído

Seguindo orientações da Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, a Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM) está a avançar com um investimento de 2 milhões de euros em dragagens nos portos de Lagos, Peniche, Póvoa de Varzim e Vila do Conde, «respondendo às necessidades de intervenção para salvaguarda da segurança no acesso a embarcações e melhoria das condições de navegabilidade nestes portos», adianta a entidade.

Convento às portas de Lagoa transforma-se em “santuário” de produtos biológicos

No século XVI, irmãos carmelitas cultivavam produtos agrícolas na quinta do Convento do Carmo, às portas de Lagoa. Não havia pesticidas e as culturas eram sazonais. Agora, passados quase 500 anos, e depois de um período de abandono, o Convento do Carmo passou a ser Convent’bio. A horta deste antigo espaço religioso voltou a ter legumes e frutos. Muita coisa mudou, mas o cariz biológico da produção não.

Municípios