Algarve vai ter mais e melhores transportes

AMAL LANÇA CONCURSO PARA A CONCESSÃO DE SERVIÇO PÚBLICO DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE PASSAGEIROS 

A AMAL, Comunidade Intermunicipal do Algarve, acaba de lançar o Concurso Público Internacional para a Concessão de Serviço Público de Transporte Rodoviário de Passageiros. Está previsto um reforço da rede de transportes públicos na região, uma redefinição das carreiras e de horários existentes, havendo duas grandes novidades: serão criadas novas linhas em locais que tenham mais de 40 habitantes sem paragem a 800 mt., e um serviço de Aerobus que permitirá ligações entre alguns concelhos do Algarve e o Aeroporto de Faro.

O valor do concurso ronda os 85 milhões de euros para uma concessão de 5 anos, contemplando 98 linhas. A AMAL, que gere o sistema de transportes rodoviários do Algarve, é a primeira CIM do país a avançar com a transposição desta diretiva comunitária. Este processo não representa qualquer custo para as autarquias, uma vez que os custos do serviço estarão todos concentrados no lado dos concorrentes.

As propostas podem ser apresentadas até ao dia 27 de agosto, e a AMAL terá assim condições para fazer cumprir a diretiva comunitária que estabelece o dia 3 de dezembro como data limite para concluir todo o processo.

Para Jorge Botelho, presidente da comunidade Intermunicipal do Algarve, este projeto representa “um avanço enorme para a região, com a criação de uma rede rodoviária intermunicipal mais eficiente e funcional. Uma rede mais amiga do ambiente e com ligações que melhor servem e facilitam o dia-a-dia das pessoas. Este é mais um compromisso da AMAL que está a ser cumprido”.   

Associada a este serviço, será apresentada uma nova imagem gráfica do Serviço Público de Transporte Rodoviário de Passageiros no Algarve.

Apresentação do Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas - Algarve

Apresentação do Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas - 04 de junho – Grande Auditório da Universidade do Algarve - Faro

Os resultados do Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas no sul do país (PIAAC-AMAL), uma iniciativa promovida pela Comunidade Intermunicipal do Algarve, serão dados a conhecer no próximo dia 04 de junho, pelas 14h15, no Grande Auditório da Universidade do Algarve, em Faro.

Este plano, coordenado por Filipe Duarte Santos, um dos maiores especialistas nacionais desta área, juntou ao longo dos últimos meses académicos, representantes de entidades públicas e privadas, organizações ambientais, bem como associações locais e regionais, que analisaram as principais vulnerabilidades climáticas que o Algarve enfrenta, nos vários setores da economia e da sociedade, com vista à definição de medidas para o futuro. Entre as várias vulnerabilidades estudadas estão a diminuição da disponibilidade hídrica, o aumento das temperaturas, a subida do nível do mar, o aumento das cheias e das inundações rápidas, os incêndios e a perda de biodiversidade.

Ao elaborar este Plano de cariz intermunicipal, a AMAL assume um papel dianteiro numa matéria que diz respeito a todos, as alterações climáticas. São alterações que já se fazem sentir a vários níveis e o Algarve, que tem no turismo um dos principais motores económicos, tem de estar preparado para dar resposta a eventuais mudanças.

Os resultados do Plano serão apresentados pelos especialistas que elaboraram o documento, numa cerimónia que terá a presença de representantes de vários organismos regionais e nacionais. Irão igualmente ser entregues prémios a estudantes do Algarve que realizaram trabalhos nas Olimpíadas das Alterações Climáticas, um projeto desenvolvido no âmbito do PIAAC-AMAL.

Ver o programa completo aqui

Algarve REVIT +

O NERA - Associação Empresarial da Região do Algarve, a AMAL - Comunidade Intermunicipal do Algarve e a CCDR Algarve - Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve, em conjunto, candidataram-se e viram aprovado pelo Programa Operacional Regional do Algarve (CRESC Algarve 2020) um Projeto SIAC (Sistema de Apoio a Ações Coletivas), denominado Algarve REVIT + que, sem quaisquer custos para as empresas, tem como objetivo central a revitalização das áreas empresariais da região do Algarve, através do reforço da capacitação e da promoção das pequenas e médias empresas instaladas nessas áreas, num modelo de gestão e de marketing inovadores.
A revitalização das áreas empresariais, enquadrada numa lógica coletiva, através da criação da Rede de Áreas Empresariais do Algarve, cujo site está já disponível no endereço www.aealgarve.pt, tem sido desenvolvida em estreita ligação com o Algarve Acolhe/CCDR Algarve e envolve ações de capacitação e promoção, dirigidas especificamente a três áreas empresariais aderentes, a saber:

Áreas Empresariais de Lagos (Municipal do Chinicato, Chinicato e Marateca),
Centro de Empresas e Serviços de Vilamoura,
Parque Empresarial de Tavira,

e que irão envolver a realização de uma Mostra Empresarial dos produtos e serviços das empresas instaladas em cada uma destas áreas empresariais, um Fórum para a Competitividade, consistindo em workshops temáticos para capacitação das empresas para a inovação e Laboratórios de Aceleração de Projetos, através de reuniões B2B entre consultores e empresas para aceleração de projetos.
Estas ações, organizadas com a plena e estreita colaboração das Câmaras Municipais de Lagos, Loulé e Tavira, têm datas e locais de realização marcados para:

Dias 5 e 6 de Junho no Mercado da Ribeira de Tavira,
Dias 12 e 13 de Junho no NERA, no Loteamento Industrial de Loulé,
Dias 18 e 19 de Junho no Centro Cultural de Lagos.

O respetivo programa pode ser consultado em www.aealgarve.pt
O Projeto Algarve REVIT + é cofinanciado pelo CRESC Algarve 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Programa de Apoio à Redução Tarifário (PART) 2019

PART maio2019 passes 02 01

A AMAL, Comunidade Intermunicipal do Algarve, congratula-se com a entrada em vigor dos novos tarifários dos transportes públicos no Algarve, num processo que decorreu com a normalidade desejada e dentro dos prazos delineados.  

A implementação desta medida só foi possível graças ao empenho de todos, sendo de sublinhar o papel fundamental das autarquias e das operadoras de transportes para o sucesso deste projeto, que é vantajoso a vários níveis: permite aos algarvios reduzirem substancialmente os encargos com as deslocações que têm de fazer e é também dado um passo importante em termos ambientais, contribuindo para a redução de automóveis na via pública.

Nesta primeira fase, que arrancou a 1 de maio, os passes dos transportes rodoviários fixaram-se entre os 14 e os 40 euros. Nos transportes ferroviários tiveram já uma redução de 50%, e haverá uma segunda fase, com inicio a 1 de julho, em que os títulos mais caros irão ter uma redução ainda maior, de cerca de 80%, de forma a que nenhum passe custe mais do que 40 euros.

A AMAL está ciente de que esta medida irá contribuir em muito para melhorar a qualidade de vida no Algarve e garante continuar a trabalhar para o bem estar dos algarvios e para o desenvolvimento da região.
(Descarregar tabela em PDF)

Mais informação: PART 2019

Os passes dos transportes rodo e ferroviários de todo o Algarve vão ter preços a partir do 14 euros até a um máximo de 40 euros, numa decisão aprovada hoje pela AMAL – Comunidade Intermunicipal do Algarve, e que significa, em alguns dos casos, uma redução superior a 80% no tarifário atualmente em vigor.

Com esta decisão, a AMAL vai investir anualmente mais de 600 mil euros, que serão entregues a nível de compensação às concessionárias envolvidas, reforçando o Programa de Apoio à Redução Tarifária e permitindo beneficiar os atuais e novos utilizadores dos transportes públicos no Algarve.

A AMAL, que funciona também como autoridade de transportes, dá assim um importante passo para o reforço dos transportes públicos no Algarve, contribuindo para a redução de automóveis na via pública e para uma melhoria da qualidade ambiental, sem esquecer a redução do ruído provocado pela circulação rodo e ferroviária.

O Auditório da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve, na Praça da Liberdade, em Faro, receberá no dia 23 de abril, pelas 15 horas, a sessão ordinária da Assembleia Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL).
A sessão terá como ordem de trabalhos a disponibilização de informação acerca da atividade da AMAL, apreciação e aprovação dos da prestação de contas de 2018 e apreciação e aprovação do orçamento de 2019.
Recorde-se que a Assembleia Intermunicipal, presidida por Adriano Pimpão (presidente da Assembleia Municipal de Loulé), é constituída por 56 membros, eleitos por cada uma das assembleias municipais dos 16 municípios da região.

Ordem de Trabalhos // REUNIÃO ORDINÁRIA // 08março19 //10h00 – Sede da AMAL

10h00 - Início:
1. 3.ª Alteração ao Orçamento e 3.ª Alteração às GOP do ano de 2019;
2. Proposta de Fundo de Maneio para 2019;
3. Informações do Secretariado Executivo Intermunicipal sobre as atividades em curso;
4. Outros assuntos de interesse para os Municípios

10h15m: 5. Plano de Adaptação às Alterações Climáticas – Aprovação (Presença do Coordenador do PIAAC);
10h40m: 6. Proposta de aplicação do Plano de Apoio Redução do tarifário dos Transportes Públicos -PART
– Aprovação (Presença do consultor Figueira de Sousa);
11h15m: 7. 40.º aniversário da UALG – Convite – Presença do Magnífico Reitor da Universidade do Algarve;
11h30m: Reunião com Sua Excelência o Secretário de Estado da Economia – Desafios futuros da região.

Olimpíadas das Alterações Climáticas, organizadas pela equipa do Plano de Comunicação do Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas da AMAL, destinam-se aos alunos do ensino básico e secundário, ou equivalente, das escolas de todos os municípios da região do Algarve. Contam já com mais de 80 inscrições e 360 alunos e professores envolvidos. Está aberta a segunda fase.
Mais informações aqui: https://www.climaaa.com/olimpiadasdasalteracoesclimaticas