Realizada pela primeira vez no sul do país, a Bienal Ibérica de Património Cultural teve lugar no passado fim de semana (dias 11, 12 e 13 de outubro), em Loulé. Para além de vários seminários e inovattion points onde profissionais e especialistas de diferentes entidades ligadas ao setor puderam trocar experiências e partilhar ideias, esta foi igualmente uma oportunidade para o público em geral vivenciar o património cultural de uma forma diferente, aprofundando o seu conhecimento sobre o mesmo.
(…)
Sob o tema da “Sustentabilidade”, como Catarina Valença Gonçalves, responsável da Spira – agência de revitalização patrimonial ,  disse “não é mais do que o ADN no património cultural, renovando-se, reciclando-se, adaptando-se ao longo dos anos, sempre atendendo à sua preservação futura”, o evento estendeu-se entre um espaço expositivo localizado junto ao Monumento Engº Duarte Pacheco, o Palácio Gama Lobo,  o Museu Municipal de Loulé, o Convento do Espírito Santo, o Auditório do Solar da Música Nova, o Solar da Música Nova, Mercado Municipal e o Cine-Teatro Louletano.
Com uma programação cultural diversificada, assente no património, nas tradições, nas artes, dirigida a um público heterogéneo, as propostas foram bastante bem recebidas quer pelos louletanos, quer por todos aqueles que visitaram o concelho durante esta Bienal.
(…)
“Que júbilo para um autarca como eu, que nutre um imenso respeito e uma indescritível paixão pelo património cultural desta terra, poder abrir as portas da cidade (e da região) para acolher este grande evento que promove o património cultural como motor de desenvolvimento social, cultural e económico dos territórios, mas também educacional e de paz”, sublinhou o presidente da Autarquia, Vítor Aleixo. O edil referiu a importância deste evento no contexto internacional já que permitiu “reatar as ligações entre os países e as culturas, redescobrir as nossas raízes e festejar a nossa identidade”.

+ INFO AQUI

O Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens (RIAS), com sede em Olhão, celebrou, nos dias 28 e 29 de setembro, o seu 10º aniversário com um conjunto de atividades abertas a toda a população. O ‘hospital dos animais selvagens’ já acolheu mais de 14 mil espécies desde a sua fundação, das quais mais de 5.500 foram devolvidas à natureza.
Tratamento e devolução de animais à natureza, construção de poleiros e de caixas-ninho para aves, observação noturna de insetos ou necrópsias demonstrativas foram algumas das atividades realizadas durante estes dois dias, que cativaram muitos amigos do RIAS.

A iniciativa, que contou com o apoio do Município de Olhão, decorreu na Quinta de Marim - onde se situa a sede do Parque Natural da Ria Formosa -, tanto na sede do RIAS como no Auditório do Parque Natural da Ria Formosa e no Parque de Merendas ali existente, que também acolheu espetáculos de dança e concertos.

“Mostrar o trabalho que é feito todos os dias” foi, de acordo com a coordenadora daquela instituição, Fábia Azevedo, a intenção dos responsáveis do RIAS com este fim de semana especial, repleto de atividades destinadas a todos os amigos dos animais. (...)

O RIAS, a funcionar desde 2009, já realizou cerca de 3.000 atividades de sensibilização ambiental, que envolveram mais de 160 mil pessoas de todo o Algarve, maioritariamente crianças.

+ INFO AQUI

 

O Município de São Brás de Alportel dá mais um importante passo na área da mobilidade com a assinatura do contrato de adjudicação para a construção do novo Terminal Rodoviário “Circular”. A assinatura do contrato teve lugar no dia 26 de setembro, no culminar da Semana Europeia da Mobilidade, pelo presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, Vítor Guerreiro.Esta infraestrutura, de extrema importância na área da mobilidade concelhia e respetivas ligações regionais, vai ser construída junto à Circular Norte, nas proximidades da Rotunda do Centenário. (…)

Adjudicada ao Consórcio de empresas composto por José de Sousa Barra & Filhos, Lda. e Rolear On-Soluções de Engenharia S.A., por 494.163,45 euros, IVA incluído, a obra tem um prazo de execução de 365 dias. O projeto será cofinanciado por fundos comunitários no âmbito do programa PAMUS – Plano Para a Ação e Mobilidade Urbana Sustentável.

+ INFO AQUI

 

O Prémio Nacional de Poesia António Ramos Rosa – VII edição - foi atribuído ao poeta Gastão Cruz pela sua obra Existência, por decisão unânime tomada ontem, dia 3 de Setembro, pelo júri constituído pela crítica literária e dinamizadora de comunidades de leitura do nosso país, Helena Vasconcelos, pelo poeta e professor universitário Fernando Pinto do Amaral e pelo professor universitário da Universidade do Algarve João Minhoto Marques.

A elevada qualidade de um número significativo das obras a concurso dificultou as deliberações por parte dos membros do Júri. A escolha de Existência de Gastão Cruz, publicado em 2017 pela Assírio & Alvim, acabou por se impor. A decisão do júri fundamentou-se no reconhecimento da “… excelência de uma obra perfeitamente trabalhada, em que o autor leva a cabo uma profunda meditação sobre o drama existencial, sobre a vivência poética, sobre o caminho percorrido por alguém que se tem dedicado, por completo, a um estudo e questionamento permanente do «ser poético»”.(…)
A entrega do Prémio realizar-se-á no próximo dia 19 de outubro, pelas 16h, na Biblioteca Municipal de Faro António Ramos Rosa. 

+ INFO AQUI

 

O Município de São Brás de Alportel procedeu no passado dia 3 de agosto, à cerimónia de apresentação pública da Obra de Requalificação do Complexo de Piscinas Municipais Descobertas, integrado no Espaço de Lazer e Animação do Jardim da Verbena, um equipamento de grande significado na vida e na memória da comunidade são-brasense.

Este momento simbólico contou com um conjunto de personalidades, entre autarcas, equipa técnica responsável pelo projeto, equipa dos Serviços Municipais de Desporto e representantes da empresa construtora, bem como da empresa concessionária do Bar de Apoio, tendo sido na ocasião prestada homenagem pelo atual Presidente da Câmara Municipal, Vitor Guerreiro a António José Bica, já falecido, antigo Presidente da Câmara Municipal, e responsável pela edificação deste equipamento, que abriu pela primeira vez as suas portas ao público a 1 de junho de 1989.

+ INFO AQUI

O Grupo de Ação Local (GAL) Pesca do Sotavento do Algarve, com sede no Município de Olhão, informa que está aberto, até 15 de outubro de 2019, o segundo período de apresentação de candidaturas para apoio ao desenvolvimento local e diversificação das economias das zonas pesqueiras e costeiras.

Neste novo período de candidaturas (Anúncio de Abertura de Período de Apresentação de Candidaturas Nº 2 / 2019 / GAL Pesca Sotavento Algarve) está disponível um total de apoio público de € 1.487.952,06.

O anúncio e os documentos de apoio poderão ser consultados no site do GAL Pesca Sotavento Algarve (https://www.galsotavento.com). Podem também ser obtidos esclarecimentos adicionais junto do GAL Pesca Sotavento Algarve, através do endereço de correio eletrónico Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou pelo telefone 289 700 171.

+ INFO AQUI

 

Municípios