“Cultura Algarve 2030 – Aspirações e visões de futuro” vai ser o título do estudo, que resulta de uma colaboração entre a AMAL - Comunidade Intermunicipal do Algarve e o CIAC - Centro de Investigação em Artes e Comunicação da Universidade do Algarve. O documento deve ficar concluído até ao final do verão deste ano.

É um trabalho de auscultação do território (municípios, agentes culturais e outras entidades e organizações relevantes neste contexto) que vai permitir agregar aspirações e visões de futuro e congregá-las em grandes visões para a cultura no Algarve na próxima década. Durante os próximos meses, a AMAL, em estreita parceria com a Faro 2027 – Candidatura de Faro a Capital Europeia da Cultura, a Direção Regional de Cultura do Algarve e a Universidade do Algarve, vai promover algumas iniciativas, como conferências e sessões de debate abertas ao público, que permitam discutir temáticas específicas ligadas a esta área.

Um documento como aquele que se pretende contruir não só se assume como linha orientadora, ainda que genérica, para os municípios e entidades regionais, como pode, e deve, ser um contributo importante para o enquadramento de políticas públicas com vista a obtenção de financiamento comunitário no próximo Quadro Financeiro Plurianual (2021 – 2027).

O resultado final do trabalho deve contemplar os seguintes aspetos da produção cultural na região:
O Passado - as culturas que conformam a cultura do Algarve
O Presente - análise dos dados e prognóstico da atual situação
O Futuro - prospectivas e ideias para a viabilização de projetos e apontamentos para o futuro da cultura na região.

No fundo, o que se pretende é que deixe importantes contributos para:
1. O desenvolvimento das linhas orientadoras para a cultura, artes e património nos próximos anos para a Região do Algarve
2. A promoção de uma visão prospectiva para a cultura na região
3. A definição dos princípios orientadores para uma visão de futuro da cultura como oportunidade de desenvolvimento
4. A criação de valor sustentado associado à cultura na região.

No próximo dia 9 de abril, o Conselho Intermunicipal reúne, a partir das 10h00, por videoconferência.
Conheça os assuntos que serão tratados.


ORDEM de TRABALHOS:
1. Autoridade de Transportes - Atos de imposição de serviços essenciais de transporte público rodoviário:
1.1. Valor de remuneração veículo km;
1.2. Ato - EVA-Transportes, SA;
1.3. Ato - Frota Azul – Transportes e Turismo, Lda.
2. Universidade do Algarve - Novas vagas para o curso de medicina – Comparticipação dos Municípios;
3. Estratégia de Desenvolvimento Cultural dos Municípios do Algarve – Repartição dos custos - Atualização;
4. EuroVelo na região do Algarve – Proposta de normalização de sinalética da Ecovia;
5. BIBAL – Proposta de rotatividade de pagamento de despesas;
6. Revisão dos Planos de Ordenamento do Território;
7.Estabelecimento Prisional de Silves – Pedido de apoio;
8. Informações e outros assuntos de interesse para os Municípios.


Faro, 5 de abril de 2021.

 

A Comunidade Intermunicipal do Algarve – AMAL vai assinar um Protocolo de Colaboração, com outras 21 entidades regionais e nacionais, para assegurar a gestão concertada da Rota da Costa Atlântica – EuroVelo 1.
A decisão foi tomada, por unanimidade, em reunião extraordinária do Conselho Intermunicipal, que decorreu no passado dia 31 de março. O objetivo é dar resposta às necessidades de gestão, valorização e promoção de uma das rotas âncora do Portuguese Trails, que atravessa o território nacional ao longo da costa continental, sendo, por isso, parte da rede europeia EuroVelo e um itinerário incontornável para o posicionamento internacional de Portugal como um destino de Cycling.

Através deste protocolo cabe à AMAL, em articulação com os municípios que a integram, empenhar-se no acompanhamento da gestão da Rota, em termos da sua manutenção e monitorização, visando a segurança dos utilizadores, bem como a colaboração em iniciativas que valorizem a oferta de Cycling nos territórios, no âmbito do Portuguese Trails. Recorde-se que o projeto Portuguese Trails, lançado em 2017 pelo Turismo de Portugal, no âmbito da Estratégia de Turismo 2027, visa posicionar Portugal como um destino internacional de Cycling e Walking, numa lógica de diversificação da oferta, incremento de fluxos turísticos em todo o território nacional ao longo do ano e captação de novos mercados internacionais. Recorde-se, igualmente a propósito, que a AMAL, em parceria com a Região de Turismo do Algarve, integraram o projeto de cooperação europeia Atlantic On Bike de 2017 a 2020, do qual faziam parte entidades dos 6 países percorridos pela Rota EuroVelo1, sendo os únicos representantes de Portugal.

Entre as várias entidades regionais e nacionais envolvidas no Protocolo estão outras Comunidades Intermunicipais; Regiões de Turismo; Turismo de Portugal, IP; Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores da Bicicleta; Infraestruturas de Portugal; Associações de Turismo; e Associações Regionais de Promoção Turística. 

De referir que o Turismo de Portugal e a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), levam a cabo nos próximos dias 14 e 15 de abril, o 1º Encontro de Parceiros da Rota da Costa Atlântica – Eurovelo 1, em formato online, onde se destacará a assinatura deste Protocolo de Colaboração. O webinar aborda várias temáticas com oradores convidados e conta também com a presença de Luís Araújo, Presidente do Turismo de Portugal e de Rita Marques, Secretária de Estado do Turismo. O webinar é de participação aberta a todos os interessados através do link que consta no Programa (consultar AQUI).

 

 

No próximo dia 31 de março, o Conselho Intermunicipal reúne, a partir das 16h00, por videoconferência.
Conheça os assuntos que serão tratados.


Ordem de trabalhos 
1. Autoridade de Transportes - Atos de imposição de serviços essenciais de transporte público  rodoviário:
1.1. Ato - EVA-Transportes, SA;
1.2. Ato - Frota Azul – Transportes e Turismo, Lda.
2. Nomeação dos presidentes das comissões de cogestão e suplentes
3. EuroVelo 1 – Protocolo;
4. Universidade do Algarve
4.1. Novas vagas para o curso de medicina – Contrato Programa;
4.2. Ventiladores – Ponto de situação.
5. Informações e outros assuntos de interesse para os Municípios. 

Faro, 24 de março de 2021.  

 

No dia em que se assinalou o Dia Mundial da Água, 22 de março, foi lançada a 1ª edição do Concurso “Eficiência Hídrica na Escola”. Uma iniciativa inédita que visa distinguir os melhores projetos das escolas do Algarve com boas práticas ao nível da Eficiência Hídrica. A iniciativa resulta de uma parceria entre a APA-Agência Portuguesa do Ambiente, a ADENE - Agência para a Energia, a AMAL- Comunidade Intermunicipal do Algarve, a empresa Águas do Algarve, a Universidade do Algarve e a DGESTE - DSR Algarve.

No próximo dia 12 de março, o Conselho Intermunicipal reúne, a partir das 09h30, por videoconferência.
Conheça os assuntos que serão tratados.

Ordem de trabalhos:

1.Plano de Recuperação do Algarve / Universidade do Algarve;
2.Indicação dos representantes dos Municípios nas empresas: Águas do Algarve;
3.Fórmula 1 - Algarve;
4. Informações e outros assuntos de interesse para os Municípios.

Faro, 8 de março de 2021.

 

A Comunidade Intermunicipal do Algarve – AMAL é uma das 12 entidades portuguesas selecionadas para participar no projeto “Inova Juntos – Cooperação Urbana Triangular para Inovação e Sustentabilidade”. É a única CIM do país que irá integrar esta iniciativa.

A Comunidade Intermunicipal do Algarve - AMAL, no âmbito da consulta pública, submeteu hoje os seus contributos, agregando a posição dos 16 municípios da região, para o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). O Hospital Central Universitário do Algarve, o apoio à capitalização das empresas, a Habitação e o Cluster do Mar destacam-se nas prioridades avançadas pela AMAL.

A AMAL, Comunidade intermunicipal do Algarve, vai participar num webinar sobre o novo fundo de recuperação para a Europa (Next Generation EU) e a sua aplicação em projetos para a prevenção e extinção de incêndios florestais aplicada à Eurorregião Alentejo-Algarve-Andaluzia. O evento, organizado pela Fundação Finnova no âmbito do projecto CILIFO – Centro Ibérico de Investigação e Combate aos Incêndios Florestais, decorre já no próximo dia 17 de fevereiro, a partir das 10h00, e tem como principal objetivo dar a conhecer este novo fundo e todos os detalhes desta nova ferramenta de financiamento europeu.

A AMAL vai participar nesta iniciativa, tanto na qualidade de parceira deste projecto de cooperação transfronteiriça, como também fazendo parte do programa. O técnico Pedro Chaves, responsável pelo Gabinete Técnico Florestal Intermunicipal, representante da AMAL neste evento, dará a conhecer a Formação que tem sido promovida por esta Comunidade Intermunicipal, bem como as que estão previstas acontecer, no âmbito do Projeto CILIFO.

Programa do Webinar AQUI
+ INFO sobre o evento AQUI


Informação complementar:
Recorde-se que o CILIFO é um projeto de cooperação transfronteiriça que dispõe de 24,6 milhões de euros de investimento, financiados pela União Europeia em 75% através do fundo FEDER, e um período de execução de, inicialmente, três anos (2019-2021), agora prorrogado até 2022, devido à pandemia.
No âmbito do projeto CILIFO está a ser trabalhada, na Eurorregião Alentejo-Algarve-Andaluzia, a celebração de protocolos e procedimentos conjuntos com o objetivo de se alcançar uma execução mais eficaz na área da prevenção e extinção de incêndios florestais.
O CILIFO, aprovado pelo programa Interreg POCTEP (2014-2020) Espanha-Portugal, enquadra-se no Objetivo Temático 5 do programa, que promove a adaptação às alterações climáticas.

+ INFO sobre o CILIFO: https://cilifo.eu

Os bombeiros profissionais do Algarve vão passar a receber formação para reforço de competências, através do Departamento de Desenvolvimento e Formação e do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa. A iniciativa resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal de Lisboa e os, para já, únicos quatro municípios da região que têm bombeiros profissionais: Olhão, Faro, Loulé e Tavira. O protocolo foi assinado esta sexta-feira, dia 8 de janeiro, na sede da AMAL.